Colors: Green Color

Em defesa da saúde pública, da sustentabilidade financeira do Sistema Único de Saúde (SUS) e da valorização do trabalho farmacêutico como peça fundamental para uma assistência à saúde efetiva e de qualidade, o Sistema CFF/CRFs vem a público manifestar-se CONTRÁRIO ao PROJETO DE LEI 3589/2019, de autoria do Senador Flavio Bolsonaro, que propõe alteração na Lei nº 5.991/73, para permitir a dispensação de medicamentos isentos de prescrição em todos os estabelecimentos comerciais.

Nesse sentido, o Sistema CFF/CRFs informa que incluirá o referido PL, como prioridade, na lista dos cerca de 300 projetos de lei que são monitorados e acompanhados pela Assessoria Parlamentar e pela Comissão Parlamentar do CFF (que tem a participação de representantes de diversos CRFs). Neste caso, especificamente, a atuação será em defesa da REJEIÇÃO IMEDIATA da proposta, a exemplo do que já ocorreu com outras similares, em anos anteriores. Como já foi dito, esse PL fere os interesses públicos, ameaça à saúde da população e implica em mais gastos para o cidadão e para o SUS.

Em defesa de sua proposta, o senador Flávio Bolsonaro cita o alto gasto do brasileiro com medicamentos e argumenta que o custo destes caiu quando a venda foi permitida fora das farmácias. Em contrapartida, inúmeros outros estudos apontam que essa será uma ECONOMIA ILUSÓRIA para o cidadão e para o governo. Estudo realizado na Universidade Federal do Rio Grande do Sul, estima que os danos mais graves relacionados aos medicamentos, sem contar problemas mais simples, seriam bem caros! Custariam cerca de 60 bilhões reais ao ano para o SUS, sendo que o maior gasto estaria relacionado ao tratamento das reações adversas dos medicamentos (39%). Além disso, os medicamentos são a principal causa de intoxicação no país, com praticamente um terço de todos os casos, segundo o Sinitox/Fiocruz.

A Lei nº 13.021/14, que reclassificou as farmácias como estabelecimentos de saúde e estabeleceu a promoção do uso racional de medicamentos como obrigação desses estabelecimentos, de seus proprietários e dos farmacêuticos, é uma conquista da sociedade. Não podemos retroceder. Além disso, não há respaldo científico para afirmar que existam medicamentos inofensivos. Ao contrário, todos apresentam efeitos terapêuticos e adversos, bem como apresentam riscos ligados à interação medicamentosa.

Portanto, o Sistema CFF/CRFs conclama todos os farmacêuticos e a população em geral que reivindiquem dos seus representantes no congresso Nacional (sejam eles deputados ou senadores) que VOTEM NÃO ao PL 3589/2019, de autoria do Senador Flavio Bolsonaro.

Essa luta é de todos, pela preservação da vida! Apoiem o Sistema CFF/CRFs

O Conselho Regional de Farmácia da Paraíba esteve presente na Campanha Pelo Uso Racional de Medicamentos. O evento ocorreu nesta segunda-feira (06), no Centro de João Pessoa, contando com as presenças de entidades como a Secretaria de Saúde da Capital, Sindicato dos Farmacêuticos da Paraíba e Universidade Federal da Paraíba.
Durante as atividades, realizadas no Parque da Lagoa, os profissionais e estudantes de Farmácia promoveram diversas ações de Saúde, beneficiando a população que passava pelo local. Campanha Pelo Uso Racional de Medicamentos teve distribuição de material educativo, verificação de pressão arterial, testes de glicemia e vacina contra a gripe.
Em entrevista à TV Correio, afiliada Record na Paraíba, a presidente do CRF-PB, Cila Gadelha, revelou que uma campanha desse nível é de vital importância, por levar até a população informações valiosas sobre o uso e o descarte correto dos medicamentos.
"É nosso papel, como farmacêuticos, orientar a população no tocante ao uso racional de medicamentos. O Conselho Regional de Farmácia da Paraíba tem se empenhado na participação direta em campanhas desse nível", destacou Cila Gadelha.
O prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo, e a primeira dama, Maísa Cartaxo (ambos farmacêuticos), estiveram presentes ao evento e, na oportunidade, os dois tomaram a vacina contra a gripe. 

Convite treinamento biológicos e biossimilares CRF PB 1

São 45 vagas disponíveis para este curso, fruto de uma parceria entre o Laboratório ROCHE e o CFF, junto com os Conselhos Regionais de Farmácia

Futuros eventos

Nenhum evento encontrado

As mais lidas

  • Week

  • Month

  • All