Colors: Green Color

Nada melhor do que começar o ano de 2019 com uma notícia maravilhosa para nós, farmacêuticos estetas, não é mesmo? No dia 17-12-2018 a Resolução nº 669/2018 do Conselho Federal de Farmácia (CFF), que permite a atuação do farmacêutico no âmbito estético, foi publicada no Diário Oficial.

A nova resolução permite e reconhece a atuação dos farmacêuticos bem como a responsabilidade técnica dos estabelecimentos estéticos.

Na área de saúde estética, o farmacêutico poderá ser o responsável técnico por estabelecimentos nos quais se utilizem técnicas de natureza estética e recursos terapêuticos para fins estéticos, vedando-se qualquer outro ato, separado ou em conjunto, que seja considerado pela legislação ou literatura especializada como invasivo cirúrgico.

Continue lendo o artigo e ao final, faça o download do documento na íntegra.

Saúde estética também é área de atuação dos farmacêuticos

Vale lembrar que, a estética também é área de atuação dos Farmacêuticos e não é exclusiva de nenhum profissional, muito menos daqueles que sequer reconhecem a Estética como Especialidade.

Caberá ao farmacêutico, quando no exercício da responsabilidade técnica em estabelecimentos de saúde estética, dentre outras atividades:

a) atuar em consonância com o Código de Ética da Profissão Farmacêutica;

b) apresentar aos órgãos competentes a documentação necessária à regularização da empresa, quanto à licença e autorização de funcionamento;

c) ter conhecimento atualizado das normas sanitárias vigentes que regem o funcionamento dos estabelecimentos de saúde estética;

d) estar capacitado técnica, científica e profissionalmente para utilizar-se das técnicas e dos recursos terapêuticos de natureza estética;

e) garantir que sejam usados EPI – Equipamentos de Proteção Individual durante a utilização das técnicas de natureza estética e recursos terapêuticos, em conformidade com as normas de biossegurança vigentes;

f) zelar pela segurança dos clientes e das demais pessoas envolvidas no atendimento, evitando exposição a riscos e potenciais danos.

 

CLICK AQUI E ACESSO O DOCUMENTO NA INTEGRA

Hoje, 21 de novembro, foi disponibilizada a sentença da juíza federal Hind G. Kayath, da Seção Judiciária do Pará, que extinguiu ação movida pelo Conselho Regional de Medicina do Pará (CRM-PA) contra o Conselho Federal de Farmácia (CFF). O CRM-PA pleiteava a suspensão dos efeitos da Resolução do nº 586/13, que regula a prescrição farmacêutica.

“Essa nova vitória sobre as investiduras das entidades médicas contra as normativas do CFF que tratam sobre a Farmácia Clínica demonstram que estamos no caminho certo, em nossa missão de zelar pela saúde pública, promovendo a assistência farmacêutica”, comentou o presidente do CFF, Walter da Silva Jorge João.

Para o presidente do CFF, a Resolução CFF nº 586/13 representa uma grande contribuição do CFF e da categoria farmacêutica para o bem estar e a qualidade de vida da população do nosso país. “Felizmente, as decisões proferidas no âmbito da Justiça Federal estão sintonizadas com esses nossos objetivos”, assinalou.

Leia a íntegra da sentença aqui. 

Futuros eventos

Nenhum evento encontrado

As mais lidas

  • Week

  • Month

  • All