Notícias
Segunda, 17 Julho 2017 17:58

O Sistema Conselho Federal de Farmácia/Conselhos Regionais de Farmácia (CFF/CRFs) vem a público manifestar a sua indignação em relação ao comentário antiético e pretensioso do médico infectologista Caio Rosenthal, no Programa Bem Estar da Rede Globo

Escrito por
Avalie este item
(1 Voto)

Ao abordar sobre a importância de o paciente buscar o tratamento adequado caso contraia uma doença sexualmente transmissível, o médico consultor do programa se esqueceu de que o paciente sempre está melhor assistido quando pode contar com o apoio de uma equipe multidisciplinar de saúde, com cada profissional, em sua área, fazendo o seu papel. Os médicos são importantes, mas, nem de longe, são capazes de atuar de forma isolada. Nenhum profissional da saúde o é.

O médico consultor também se esqueceu de que as farmácias, pela sua capilaridade, são o primeiro lugar que o paciente busca, especialmente considerando a enorme dificuldade de acesso aos tratamentos, ainda mais na rede pública, única opção da maioria dos brasileiros.

Como profissional da saúde que é, atuando em estabelecimentos de saúde – sim, embora o Dr. Caio Rosenthal demonstre não saber que as farmácias não são mais apenas meros pontos comerciais, sendo classificadas por lei como unidades de assistência à saúde –, o farmacêutico têm uma enorme contribuição a prestar.

O farmacêutico tem um papel fundamental na orientação desse paciente sobre a doença; no seu encaminhamento a um serviço de saúde para o devido diagnóstico, e no acompanhamento do tratamento, para que haja a necessária adesão e que os medicamentos sejam seguros e eficazes.

Apenas para citar um exemplo, os farmacêuticos da rede pública do Rio de Janeiro têm atuado no acompanhamento de gestantes com sífilis, para evitar o abandono de tratamento e assegurar que tanto as pacientes quanto seus parceiros recebam todas as doses dos medicamentos prescritos.

Importante lembrar, ainda, que por trás do diagnóstico laboratorial, muitas vezes, está o farmacêutico analista clínico.

Por último, o Sistema CFF/CRFs vem a público alertar a TV Globo a respeito da importância de colocar profissionais devidamente preparados para abordar assuntos relacionados a medicamentos, suas reações adversas interações indesejáveis, para que não corra o risco de confundir o público leigo.

O Sistema CFF/CRFs já encaminhou esta nota à Rede Globo e à produção do programa Bem Estar, e aguarda a retratação do médico. Além disso, informa que as providências cabíveis no caso já estão sendo adotadas junto ao Conselho Federal de Medicina e ao Conselho Regional de Medicina de São Paulo.

O CFF e os CRFs se colocam à disposição para indicar farmacêuticos que possam contribuir com os veículos de imprensa em sua missão de bem informar.

Lido 290 vezes Última modificação em Segunda, 17 Julho 2017 19:10

nuidde

+ Notícias